BLOG EMBAIXADOR FRANKLIN TOSCANO

quinta-feira, junho 30, 2011

VEREADORA ANDREA GOUVEA VIEIRA APRESENTA O CRESCIMENTO DA DELTA NO MUNÍCIPIO DO RIO DE JANEIRO !!!!

COLUNA SOCIAL E POLITICA

A Delta no Municipio do Rio

O sistema de dados da prefeitura do Rio, o Fincon, registra os pagamentos a terceiros. Para que não haja dúvidas sobre os contratos da Prefeitura com a empreiteira Delta, entre 2002 e 2011, vejam o que dizem os números:

Total contratado: R$ 909,3 milhões, incluídos os consórcios dos quais a Delta participou.

Obs: os valores foram corrigidos pelo IPCA-E, por isso se diferem de alguns números apresentados à imprensa, que estão em valores correntes, sem a correção da inflação, como aparecem no site RioTransparente.


Valor dos contratos da Prefeitura com a Delta

Governo Cesar Maia

Entre 2002 e 2008: R$ 574,6 milhões
Em 96 meses, média de R$ 6 milhões/mês


Governo Eduardo Paes

De 2009 até hoje: R$ 334,7 milhões
Em 29 meses, média de R$ 11,5 milhões/ mês


Obs: a análise dos contratos com a Delta foi feita a partir de 2002, porque o sistema da prefeitura, por falta de transparência, não apresenta os dados de 2001. Infelizmente, as contas públicas não estão totalmente disponíveis nem para os vereadores. Para contestar os valores de contratos apresentados ao cidadão, a Prefeitura argumenta com números aos quais só ela tem acesso.
Acompanhe contrato por contrato, nos últimos nove anos
Delta e as outras empreiteiras no Governo Eduardo Paes



Um abraço,

Andrea Gouvêa Vieira


Seu e-mail nos chegou através do cadastro em nosso site ou por indicação de algum conhecido que julgou importante que você também acompanhe meu mandato.
Caso não seja do seu interesse receber estas informações, clique no link abaixo.



Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele sua inscrição neste link



--


segunda-feira, junho 27, 2011

NIVER DE MANINHA BARBOSA REPLETO DE MULHERES BONITAS NESSE DOMINGO NA BARRA DA TIJUCA !!!











Renata Quatrone, Kátia Spolavare e Marcia Veríssimo.

















Ana Lucia Coutinho, Raquel Gusmão e Denise Grassi.

































Renata Fraga, Paulo Fraga e aniversariante lindíssima Maninha Barbosa.

















Dr. Alberto Serfaty, Leleco Barbosa e Roberto Duek.
















Presidente da BPWRJ Alice Tamborindeguy, Maninha Barbosa e Leiloca.





COLUNA SOCIAL E POLITICA


Com muita Champa. Black Label e Pizza , a noite fria, esquetava com quantidade de amigos na bela casa dos BARBOSAS.




FOTOS : ARMANDO ARAÚJO

domingo, junho 26, 2011

EMBAIXADOR DO RIO 2010/2011 !!!


COLUNA SOCIAL E POLITICA

sábado, junho 25, 2011

BERTHA MENDES DE SOUZA FAZ " BIG ALMOÇO " PARA COMEMORAR NIVER DE SEU FILHO JOÃO MARCOS NO TRANCREDO NEVES DA AV. ATLÂNTICA !!!















ALUIZITO TEIXEIRA COM REVISTA AGITO RIO, CRISTIANO KELLER E O ANIVERSARIANTE JOÃO MARCOS MENDES DE SOUZA.


















BERTHA MENDES DE SOUZA, ANA DE PAULA E BB ABREU.


















BERTHA MENDES DE SOUZA E MARIA TEREZA MORAES.
















AUGUSTO CATTONE SRA.














"EMBAIXADOR DO RIO"DR. RAWLSON DE THUIN E ILKA BAMBIRA.


PRESIDENTE DA CEMIG DJALMA MORAES E MARIA TEREZA MORAES.
JOÃO MARCOS MENDES DE SOUZA SOPRA A VELA AO LADO DE PETER, ROSE RODRIGO OTÁVIO, CHICO VILELA E A NOIVA, WILSON MOREIRA DA COSTA E JEZER MENEZES.
DESEMBARGADOR LUIZ FELIPE FRANCISCO E RAWLSON DE THUIN.
ANA DE PAULA E MARCIA LEBELSON.
CRISTIANO KELLER, FELIZ DA VIDA JOÃO MARCOS MENDES DE SOUZA E ALUIZITO TEIXEIRA.


COLUNA SOCIAL E POLITICA





Feijoada com muita Champa, Black Label, Buffet impecável com categoria de BERTHA MENDES DE SOUZA, estiveram ainda os GÊMEOS "LOW PROFILE' GUSTAVO, ANTONIO E MARIA EDUARDA E VERONICA MENDES DE SOUZA e os amigos MAURICIO LEITE BARBOSA, GENEVIÉVE E JEAN BOGHICI, PERICLES REBELO, ANTONIO PAULO, IDINHA SEABRA VEIGA..............



FOTOS : FRANKLIN TOSCANO



CD Poemas do Papa João Paulo II Por Padre Fábio de Melo



COLUNA SOCIAL E POLITICA

quinta-feira, junho 23, 2011

REGENTE GUSTAVO DUDAMEL DA ORQUESTRA SINFÔNICA SIMON BOLIVAR DA VENEZUELA LEVA PLATÉIA NO TEATRO MUNICIPAL AO DELÍRIO !!!

Regente Dudamel sensacional !!!
Maria Fernandes Salles, Cônsul Geral da Argentina Eduardo Mallea , Cônsul Geral da Venezuela Edgar Gonzalez e sua filha Elena Gonzalez.
Orquestra Sinfônica SIMÓN BOLIVAR de Venezuela.
Advogado Andres Teran e o maestro José Antonio Abreu.
Maestro Maslos Nobre, José Antonio Abreu e Miriam Dauelsberg da Dell "Artes.


COLUNA SOCIAL E POLITICA


FOTOS ; FRANKLIN TOSCANO



SEGREDO DO SUCESSO DO DIA 9/5/2011 DENUNCIAVA A FALTA DE ÉTICA DOS POLÍTICOS !!!!

COLUNA SOCIAL E POLITICA
O segredo do sucesso
Veja - 09/05/2011





Empresários afirmam que o ex-ministro José Dirceu faz tráfico de influência. E um de seus clientes, um empreiteiro que multiplicou seus ganhos no governo do PT, diz que os políticos são corruptos
Em 2005, José Dirceu foi obrigado a deixar a poderosa Casa Civil da Presidência da República, abatido pelo escândalo do mensalão. No mesmo ano, teve o mandato de deputado federal cassado no plenário da Câmara. Desde então, o petista trocou os holofotes pela atuação nos bastidores. A saber, a vida de dirigente partidário e de prócer governista por uma bem-sucedida carreira de consultor de empresas privadas. Dirceu já representou interesses milionários em países latino-americanos, nos Estados Unidos, na Europa e no Oriente Médio. Montou um portfólio invejável de clientes, do bilionário mexicano Carlos Slim, dono da Claro e da Embratel, ao controverso magnata Boris Berezovski, proibido de retornar à Rússia pela Justiça daquele país. Dirceu construiu uma carreira sem dúvida exitosa na área comercial, mas deixou margem a uma dúvida incômoda: que tipo de serviço ele realmente presta aos seus clientes? Pela primeira vez desde a saída do petista do Planalto, há evidências claras e um testemunho convincente de que as suas “consultorias” não passam de um eufemismo para acobertar a prática de tráfico de influência.

Ao lançar mão de relações construídas no governo Lula, o ex-ministro abre portas de gabinetes e mostra os caminhos mais curtos que levam aos abarrotados cofres públicos. Da empreiteira Delta, um dos gigantes do setor, surge o caso mais contundente até agora sobre
as misteriosas atividades do “consultor” Dirceu. Durante o governo do ex-presidente Lula, a Delta passou de empresa de porte médio a sexta maior empreiteira do país. É, hoje, a que mais recebe dinheiro da União. Sua ascensão vertiginosa chamou a atenção dos concorrentes. Em 2008, a Delta já ocupava a quarta colocação no ranking das maiores fornecedoras oficiais. Em 2009, houve um salto ainda mais impressionante: a empresa dobrou seu faturamento junto ao governo federal. Em 2011, apesar das expectativas de redução da atividade econômica, o faturamento da Delta deve bater os 3 bilhões de reais - empuxado por obras estaduais e do PAC, o Programa de Aceleração do Crescimento. Resumindo, em apenas nove anos, a Delta multiplicou seu faturamento em exatos 1091%. O fato do presidente da empresa, Fernando Cavendish, para aproveitar as boas oportunidades explica uma parte do sucesso. A outra pode ser creditada às suas boas amizades e ao, digamos, talento em contratar a pessoa certa na hora certa.

Em 2009, o ano em que a Delta deu seu grande salto, a empresa passou a contar com os serviços da JD Assessoria e Consultoria, a firma do ex-ministro José Dirceu. Foi um contrato feito à sorrelfa, por meio de outra empresa da Delta, a Sigma Engenharia. Oficialmente, a JD recebeu 20000 reais mensais para “ampliar a participação da Delta no Mercosul”. Seus negócios, porém, prosperaram mesmo foi no Brasil. E José Dirceu está na raiz desse crescimento exponencial. Em 2009, a Delta amealhou 733 milhões de reais em contratos com o governo, o dobro de 2008. A empresa ampliou sua atuação nos ministérios da Defesa, Saúde e Transportes. Também passou a integrar o restrito grupo de prestadoras de serviços à Petrobras. E está encarregada da reforma do Estádio do Maracanã, para a Copa de 2014. Obras bilionárias. Ao mesmo tempo, no Tribunal de Contas da União, a Delta é citada em mais de 150 investigações por envolvimento em diversos tipos de irregularidade. Como ela conseguiu se transformar nesse portento? Graças ao trabalho do “consultor” José Dirceu. Quem garante? O próprio dono da Sigma, a empresa que contratou o ex-ministro: “O trabalho dele (José Dirceu) era fazer tráfico de influência. Aproximar o Fernando Cavendish de pessoas influentes no governo para fazer negócios”, diz o engenheiro Romênio Marcelino Machado (veja a entrevista na pág. 69).

A Delta comprou a Sigma Engenharia em 2008, num processo que se tornou motivo de litígio. Valeu-se dela, suspeita-se, somente para fazer transferências bancárias à JD Assessoria e, assim, tentar lançar um véu sobre seu espetacular desempenho na obtenção de contratos governamentais. Segundo a assessoria da Delta, o contrato com o ex-ministro foi negociado diretamente pela Sigma. Ao assumir o comando da empresa, Fernando Cavendish teria apenas dado prosseguimento ao acordo. Depois, ao perceber que José Dirceu não entregara o que fora prometido, “a ampliação dos negócios no Mercosul” -, ele decidiu rescindir o contrato. Nada disso, contudo, é verdade, de acordo com os donos originais da Sigma. “Nós nunca vimos o Zé Dirceu. Só ficamos sabendo que estávamos fazendo pagamentos a ele quando nos apresentaram as notas fiscais”, diz José Augusto Quintella Freire, um dos proprietários da empresa. Quintella também afirma que a história do Mercosul é balela: “O trabalho de Dirceu permitiu à Delta entrar no mercado de óleo e gás”. Procurado, Dirceu disse que não fala sobre seus negócios. A Petrobras também não quis comentar o caso.

Com a crescente participação do estado na economia, os empresários buscam ligações especiais com o mundo oficial, para compelir com vantagem nas licitações e obter parcerias com o governo. Como o estado brasileiro é um dos mais onipresentes no universo da produção, com uma fatia de 40% do produto interno bruto, cria-se um campo ainda mais fértil para aproveitadores.
É nesse cenário que figuras com o perfil de José Dirceu ganham maior relevância: “Pessoas que saem do governo e montam consultorias existem em qualquer país do mundo. Agora, quando há uma situação em que a burocracia estatal é grande, complexa e tudo é regulado e difícil, aí não tem jeito. Inevitavelmente, criam-se dificuldades para vender facilidades”, diz Sérgio Lazzarini, economista e autor de Capitalismo de Laços, um livro essencial para entender essa via de mão dupla e os intermediários entre os cofres públicos e as empresas.

A compra da Sigma pela Delta, como foi dito, é motivo de uma intensa disputa judicial. Graças a essa contenda é que veio à tona a confirmação de que o consultor José Dirceu age como um intermediário de oportunidades dentro do governo. Ela mostra também o perfil de cliente que busca esse tipo de serviço. Em reunião com os sócios, no fim de 2009, quando discutia exatamente as razões do litígio, o empresário Fernando Cavendish revelou o que pensa da política e dos políticos brasileiros de maneira geral: “Se eu botar 30 milhões de reais na mão de políticos, sou convidado para coisas para ‘c...’. Pode ter certeza disso!”. E disse mais. Com alguns milhões, seria possível até comprar um senador para conseguir um bom contrato com o governo: “Estou sendo muito sincero com vocês: 6 milhões aqui, eu ia ser convidado (para fazer obras). Senador fulano de tal, se (me) convidar, eu boto o dinheiro na sua mão!”. Subornar pessoas com poder de decisão no governo é crime de corrupção ativa. Todo mundo sabe que isso ocorre a toda hora. Mas ouvir a confirmação da boca de um grande empresário do país, mesmo se for só bravata, é assustador.

“É tráfico de influência”

Os engenheiros José Augusto Quintella Freire e Romênio Marcelino Machado eram donos da Sigma Engenharia, empresa adquirida pela Delta Construções, em 2008. Durante o processo de fusão, no entanto, os sócios se desentenderam e o negócio encontra-se até hoje em litígio judicial. Foi nesse período que o empresário Fernando Cavendish contratou os serviços da JD Assessoria e Consultoria, do ex-ministro José Dirceu. E é do centro dessa disputa que surge a revelação sobre as verdadeiras atividades do ex-ministro.

Que tipo de consultoria o ex-ministro José Dirceu realizou para o grupo Delta?
Romênio – Trafico de influência. Com certeza, é tráfico de influência. O trabalho era aproximar o Fernando Cavendish de pessoas influentes do governo do PT. Isso, é óbvio, com o objetivo de viabilizar a realização de negócios entre a empresa e o governo federal.

E os resultados foram satisfatórios?
Romênio - Hoje, praticamente todo o faturamento do grupo Delta se concentra em obras e serviços prestados ao governo.

A contratação de José Dirceu foi justificada internamente de que maneira?
Romênio - A contratação foi feita por debaixo do pano, através da nossa empresa, sem o nosso conhecimento. Um dia apareceram notas fiscais de prestação de serviços da JD Consultoria. Como na ocasião não sabia do que se tratava, eu me recusei a autorizar o pagamento, o que acabou sendo feita por ordem do Cavendish.

O que aconteceu depois da contratação da empresa de consultoria do ex-ministro?
Quintella - A Delta começou a receber convites de estatais para realizar obras sem ter a capacidade técnica para isso. A Petrobras é um exemplo. No Rio de Janeiro, a Delta integra um consórcio que está construindo o complexo petroquímico de Itaboraí, uma obra gigantesca. A empresa não tem histórico na área de óleo e gás, o que é uma exigência. Ainda assim, conseguiu integrar o consórcio. Como? Influência política.

A Delta, por ser uma das maiores empreiteiras do país, precisa usar esse tipo de expediente?
Romênio - Usa. E usa em tudo. O caso da reforma do Maracanã é outro exemplo. A Delta está no consórcio que venceu a licitação por 705 milhões. A obra mal começou e já teve o preço elevado para mais de 1 bilhão de reais. Isso é uma vergonha. O TCU questionou a lisura do processo de licitação. E quem veio a público fazer a defesa da obra? O governador Sérgio Cabral. O Cavendish é amigo intimo do Sérgio Cabral. A promiscuidade é total.

Por que vocês se desentenderam?
Quintella - O Cavendish comprou nossa empresa e não pagou. Queria usar a reputação da Sigma para se habilitar a disputar licitações em estatais, como a Petrobras, o que é legítimo. Depois, ele mudou de ideia e decidiu não pagar o valor combinado. Essa mudança de comportamento se deu no momento em que ele passou a trabalhar com a consultoria do ex-ministro. Pode ser pura coincidência, mas não acredito. Ele disse abertamente para nós - e temos como provar - que não iria nos pagar porque era mais fácil e barato botar dinheiro na mão de políticos. Disse que com 6 milhões comprava até senador. Ele compra todo mundo.

domingo, junho 19, 2011

NIVER DE DIANA VIANNA COMEMORADO COM "JANTAR DE OUTONO" NA AV. ATLÂNTICA PELA ANFITRIÃ ZEZÉ COELHO !!!

Zezé Coelho e aniversariante Diana Vianna
Cristina e Caludio Aboim .
"Atras de uma grande mulher tem sempre uma grande homem" Antonio Claudio.
Diretor da Museu Histórico Nacional Vera Tostes e Diana Vianna.
Adolpho Laydner, Celina Farias, Cristina e Claudio Aboim.

COLUNA SOCIAL E POLITICA


FOTOS: FRANKLIN TOSCANO

quinta-feira, junho 16, 2011

ARRAIAL DA PROVIDÊNCIA " ROÇA IN RIO " NO JOCKEY DA LAGOA !!!

GLÓRIA SEVERIANO RIBEIRO E GRANDE PATRONESSE GISELA AMARAL .
RAQUEL, ROBERTA NIEMEYER E NINA KAUFFMANN.
ANGELIQUE CHARTOUNY E ANA LUCIA COUTINHO FOLHEANDO NOSSA COLUNA DA REVISTA AGITO RIO.
RAQUEL,NEY SUASSUNA, NARCIZA TAMBORINDEGUY E HOSSANA PEREIRA.
COLUNA SOCIAL E POLITICA
FOTOS: ARMANDO ARAUJO.

GOVERNADOR CABRAL E O PREFEITO EDUARDO PAES TRAZEM O LIVRO "MICHELIN" PARA O RIO NA LIVRARIA TRAVESSA DO LEBLON !!!

Patricia e Richard Barbeyron. Ana Botafogo.

Carla Camurati e Alexis de Vaulux.









GOVERNADOR SERGIO CABRAL FELIZ DA VIDA COM RIO/PARIS, EIKE BATISTA E PRESIDENTE DA MICHELIN JEAN PHILIPE OLLIER.







COLUNA SOCIAL E POLITICA










FOTO: FRANKLIN TOSCANO

BRAZILIAN WEEK IN PARIS BY JUAREZ MACHADO !!!

TRINTA ANOS DE ARTE INTELIGENTE BRASILEIRA EM PARIS
COLUNA SOCIAL E POLITICA
DIVULGAÇÃO: JUAREZ MACHADO

quarta-feira, junho 15, 2011

DESFILE BENEFICENTE PAR A ONG. RIO INCLUI DA PRIMEIRA DAMA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CRISTIANE PAES NO COPACABANA PALACE !!!

Nina Rosa e Cris Nicolas.



Ana Lucia Coutinho e Giovanna Priolli. Foto: Armando Araujo





Regina Valadão com Renato Vandre Guedes Lopes, Ian Valadão, João Fernades e Manuela Raposo. Foto: Fred Pontes





Simone Cavaliere Daudet com os filhos Lucas e Julia. Foto: Armando Araujo










COLUNA SOCIAL E POLITICA

terça-feira, junho 14, 2011

MANOELA FERRARI LANÇA LIVRO "ESTRELINHAS" NO SHOPPING LEBLON PARTE ll !!!

Manoela Ferrari entre Isabela e Desembargador Luiz Felipe Francisco.
Eduardo Colombo entre Daniela e Priscilla Ferrari
Clara Magalhães, Luis Paulo Horta, Ruth e Arnaldo Niskier .
COLUNA SOCIAL E POLITICA
FOTOS: Armando Araújo.